anal
Só consigo gozar dando o meu cuzinho apertado

Só consigo gozar dando o meu cuzinho apertado. Vou descrever como passei a amar dá meu cuzinho. Sei que temos que nos aceitar do jeito que somos. Conheci meu namorado, hoje meu marido e foi ele que me fez amar, sentir prazer em dá o cú, sem restrições, sem tabus, sem hipocrisia. O conheci a tempos atrás, confesso que antes dele tive vários homens em minha vida. Transas boas, papos excelentes, mais faltava uma coisa!…Percebi quando conheci meu namorado, atual meu marido. Faltavam, química, desejos, cumplicidade e um carinho na hora de fazermos amor. Os nossos encontros cada vez mais eram de puro tesão, quando nos olhávamos, um já sabia o desejo do outro naquele momento. Um belo dia, estava eu deitada em minha cama, de repente entrou meu namorado. Como morava sozinha, costumava ficar em casa só de calcinha e na maioria das vezes nuazinha dos pés a cabeça. Rick ao entrar, deparou com minha bunda, pois eu estava deitada de bruços lendo um romance. Fingi que não tinha sentido sua chegada, continuei na mesma posição que estava, foi quando senti os lábios de Rick tocar na minha bunda. Delicia, fui abrindo as pernas devagar e isso fazia com que ele sentisse mais tesão. Fazia um mes de nosso namoro e ainda não tinha dado meu cuzinho prá ele. Eu queria que ele sentisse cada vez mais tesão e desejo para me enrabar. Não queria dá meu cú por obrigação como muitas vezes aconteceu com meus ex namorados. Sabia que com Rick eu iria me realizar, dar meu cuzinho com prazer e com desejo que sentia na piroca do meu Macho. Como dizia, quanto mais eu abria minhas pernas, com mais tesão meu namorado ficava, me recordo dos beijos, das lambidas na minha bunda. Eu salivava de desejo por aquele homem, fechei o livro o colocando embaixo do travesseiro. Levantei uma das pernas e com os dedos dos pés toquei na piroca de Rick.

so-consigo-gozar-dando-o-meu-cuzinho-apertado-1

Estava duríssima, mais ainda não chegava o momento de abocanhá-la, teria que me segurar. Naquele momento eu estava entregue aos meus desejos e de Rick, ele teria que me envolver cada vez mais, segundos a segundos aos poucos ir me impressionando. Queria eu fazê-lo ver que meu cuzinho estava ali e que ele era o DONO. Abri mais as pernas, senti a lingua de Rick tocar minha buceta e ir subindo até encontrar meu cuzinho que nesse momento piscava sem parar querendo sua piroca. Dei uma empinadinha coloquei uma das mãos para trás segurei na minha bunda e a abri para meu homem. Regina você é muito gostosa, estou louco para te enrabar, quero penetrar seu cuzinho como você merece. Rick soltou os lacinhos da minha calcinha, a deixando cair sobre a cama. Tirou a bermuda, e ainda com cueca encostou a piroca na minha bunda e empurrou com prazer. Pensei: ele está em ponto de bala, está quase chegando o momento de sentir aquilo tudo dentro de mim. Rick ficando de joelhos no chão, deu uma puxada no meu corpo mais para baixo. Queria agora segurar aquele imenso mastro, olhei e vi aquele cabeção, a chapeleta aparecia sobre sua cueca branca. Rick apreciava minha bunda, dando lambidas em todos os ângulos, sua boca descia até minha buceta, dava uma lambida no meu grelo e voltava para as carícias no que ele tanto desejava e estava a espera a um mês. Desci a cueca de Rick, toquei de leve no seu pau que babava como minha buceta, enquanto meu cú piscava sem parar. Passei um dos dedos e lambi com tesão aquela babinha de MACHO, hummmmmmm simplesmente deliciosa. Depois segurei firme na piroca de Rick e num sobe e desce de mão, toquei uma deliciosa punheta. Agora eu sentia beijos na portinha do meu cuzinho que vinham acompanhados de linguadas excitantes, ora com a ponta da lingua, ora com com a boca úmida de desejos. Rick enfiava o dedo até o fundo na minha buceta que vinha encharcado e nisso ia empurrando devagarinho no meu cú. Sentia meu corpo arrepiar, sem soltar a piroca de Rick, fui ficando de quatro e me empinando cada vez mais. Senti uma leve palmada em minha buceta que me excitou mais. Foi quando soltei a piroca de Rick e abrindo minha bunda com as duas mãos. Disse: AMOR, COME. É SEUUUUUU!….Queria mostrar a Rick que meu cú é fogoso e que meu sonho era encontrar um homem que me seduzisse até sentir desejos em dá meu cú sem obrigação e sim com muito desejo.
No momento Rick, ia pincelando meu cú com a cabeça da piroca, dava mordidas no meu pescoço que ia me excitando e com mais vontade de tê-lo todinho enterrada dentro de mim. Dei várias reboladinhas, gemia alto. Rick agora segurava em minha cintura, eu o olhava, pois queria ver aquela feição de Macho quando quer enrabar o cú da Fêmea. Seus olhos brilhavam, sua boca salivava, sua testa escorria suor de vontade de comer meu cú. Nossa agora era a hora: segurei a piroca de Rck e encostei a cabeça com força no meu cuzinho, olhei para Rick e disse: QUERO SUA PIROCA ENTERRADA ATÉ O TALO, ENRABA SUA FÊMEA!!!…Fui sentindo a piroca de Rick ir entrando com carinho, gemidos eram ouvidos, eu estava feliz tinha que mostrar a ele que sou Fêmea e que amo dá meu cú. Empurrei meu corpo sobre o dele fazendo com que a piroca entrasse com força total, é assim que gosto, é assim que amo. Regina, dizia Rick______Amor, você tem um cú guloso, engolidor de piroca, entrou tudo até o talo. É assim que você gosta?

so-consigo-gozar-dando-o-meu-cuzinho-apertado-2
______Sim, amor. Você é muito carinhoso e sabe como enrabar uma mulher. Estou com tanto tesão que estou sentindo meu gozo ir saindo pelo meu cuzinho. Sua piroca invadiu todo meu buraquinho e só vai sair depois de deixar todo meu cú inundado de porra.
Rick tirava e empurrava a piroca no meu cú a dentro, eu gemia pedindo mais. É isso que você quer, então vaiiiiiiiiiiiii, caralho que gozada gostosa. O gozo de Rick se juntava ao meu e escorria pelas minhas coxas. O que já gostava, passei a amar. Hoje já casados, meu cú está viciado naquela piroca, no café da manhã sou enrabada, na chegada do trabalho, olho com olhinho de pidona. Antes do jantar, num delicioso banho á dois, mais enrabada. Na nossa cama, antes de dormir, fazemos amor e ele sabe que não pode faltar sua sobremesa.

Related Post

O Site Territporio Proibido possui artigos direcionados a Maiores de 18 anos. Caso você tenha menos de 18 anos recomendo não acessar o Portal! Nosso Site é Livre de Vírus e todo o seu conteúdo é encontrado na internet (Fotos, vídeos e matérias). Caso você seja detentor do Direito de algum texto/imagem/video ou tenha se sentido ofendido com a divulgação de algum conteúdo particular, entre em contato conosco pelo E-mail:emaildecontato2013@gmail.com
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.